domingo, agosto 10

É só entrar no clima

Eu sempre gostei dos Jogos Olímpicos. Aliás, devo confessar que tenho uma queda por grandes acontecimentos esportivos. Copa do Mundo é a mesma coisa. Mas uma coisa que a Copa do Mundo não tem, como sabemos, é variedade - característica principal das Olimpíadas. E justamente por isso, pelo sem número de modalidades e pelos vários acontecimentos simultâneos com uma platéia muito heterogênea, também temos durante as Olimpíadas as situações mais... digamos... incomuns.

Se eu já não tivesse hábitos de coruja, poderia citar as madrugadas acordada na frente da TV como uma das mudanças provocadas pelo jogos. Tudo bem, ir dormir tarde pode nao ser exatamente o problema, mas a gente começa a duvidar um pouco do próprio estado de espírito quando, depois de ter ido dormir às 3h da manhã, ainda acordamos, num domingo, às 9h para assistir a uma competição de ginástica artística. No entanto, pior do que a troca de horários, são os esportes que eu me proponho a assistir. Tiro, hipismo... Ah, as Olimpíadas! Só de quatro em quatro anos é que pode se ver este ser que vos escreve, no meio da madrugada, assistir torcendo loucamente a uma luta de judô entre Uzbequistão e República Tcheca. Considero esse o meu ápice.

Mas as surpresas nem sempre estão só do lado do público. Ah, não...! Os chineses têm suas cartas na manga e não hesitaram em surpreender-nos. Eis que, ecoando durante a transmissão de provas da natação, escuta-se bem claramente um Ilariê tocando por lá. Eu sabia que a Xuxa era conhecida pela América Latina, mas dessa vez ela se superou. E, como se não bastasse essa ressurreição, o DJ da arena do vôlei de praia supera até bloco-de-carnaval-falido-que-só-canta-coisa-velha e, de repente, a gente lembra a letra da música e canta junto:

"Nada mal, curtir o TERRASAMBA
não é nada maaaaalll!
Que legal! É só entrar no clima
e liberaaaaaar geraaall!"

Demos graças ao senhor porque a gente tá no clima do discurso de paz dos Jogos Olímpicos.

2 comentários:

Helen disse...

Taí uma coisa que SEMPRE me deixou admirada/perplexa: sua empolgação com Olimpíadas e Copas do Mundo! Nunca vi alguém que fique tão feliz nessas épocas como você, Biba!

[Faria quase qualquer coisa pra ser uma mosquinha e presenciar a sua torcida desvairada numa competição de judô inusitada! MÓITO ÓTEMO!!!]

Besooooooooo!

martha disse...

Eu odeio jogos olímpicos. Odeio. Desde essa edição, mais especificamente. Sabe porque? PIPOCAGEM. Eu adoro ginástica artística!! E Jesus, aquelas ginastas são as mais pipoqueiras que eu já vi na vida. Jade Barbosa, vai tomar no centro do c*.

Desabafay.