quarta-feira, novembro 1

Escandinávia e o resto da semana de férias

Nossa, pra variar eu nao sei o que escrever. Porque um post geralmente precisa de um assunto, né? Mas o negócio é que acontecem tantas coisas diferentes por aqui, cada uma gerando um bolo de pensamentos na minha cabecinha, que eu nem sei o que postar. Ih, que bagunca!

Ah, eu só vou falar entao da minha última viagem, legal? Hahahahahaha! Na verdade, vou falar do frio. Porque eu nunca senti tanto frio em toda a minha vida, em todos esses 19 anos (deixa eu curtir meus 19 anos! Nao lembrem que em breve eu terei duas dééééééééécadassss de vida!). Com todo aquele empacotamento que se vê nas fotos eu ainda estava num frio que era como se eu estivesse pelada! Um horror, né? Mas tirando isso, foi ótimo!

Saímos eu e meu colega de aventuras durch ganz Europa, Danillo, na quarta feira passada. Nosso trem simplesmente iria demorar 14 horas pra chegar em Copenhagen (Dinamarca). Nossa cabine estava vazia. O que fazer para passar o tempo??? (Ops, agora que eu vi o conjunto das frases... Nao ficou legal, né? Mas nao é nada disso...) Beber, claro! Como a boa e velha Biba que vocês todos conhecem, eu nao poderia ter deixado de levar minha garrafa de vinho. E lá vamos nós, bebendo pelo caminho. No meio da viagem até entrou uma alema que só ia até Würzburg (cidade na Alemanha) e nós conversamos um tempao! Muito legal! Acho que vou beber mais pra desenrolar a língua e falar mais alemao, porque tava saindo ótimo (pros meus padroes, claro)! E ela pensou que eu fosse italiana! Aliás, como já disse no post anterior, ninguém me toma por brasileira. Mas em Estocolmo foi demais. Uma mulher perguntou do nada se nós éramos alemaes!!! E a gente nem chegou perto de falar alemao por lá! Pelo menos nao perto dela. Eu, hein... Alema???? Meu deus! Continuando... Copenhagen, nada demais. Uma cidade grande, com suas construcoes e tudo o mais, mas nao turística, acho. O mais legal foi o porto. E a decepcao com a estátua da Pequena Sereia??? Nossa, a coisa mais sem graca do mundo! E isso porque era lá na p* que pariu! Foi uma caminhada interminável! Pelo menos valeu pelas paisagens que encontramos pelo caminho. A mesma coisa se aplica ao Vasa Museet em Estocolmo. É um navio. O museu todo é pra um navio. Tudo bem, é um super navio do século XVII, mas mesmo assim. Nao vale o dinheiro que eu paguei pra entrar e ficar aquele tempinho (é, porque depois de uns minutos eu já tava chateada e queria ir embora). Acho que o melhor em Estocolmo foi ter dormido num hostel que era um barco. Sim, era um barco! Muitoooo legal! Só nao foi legal quando chegamos no nosso quarto. Como um "bom" hostel, eram várias camas. E adivinhem? TODAS ocupadas por homens. Eu entro lá e dou de cara com dois caras que tinham acabado de sair do banho, um de cueca e outro só de toalha. Quase caí de costas! Outros dois eram sujeitos super esquisitos, da "turma do metal" (podem rir de mim). O resto era uma italianada que nao parava de comer e jogar baralho. Eu fiquei um milhao de anos pra me acostumar com aquela visao e com o pensamento de que eu ia ter que dormir ali!!! E o medo de alguém pular na minha cama? Tadinho, o Danillo até se ofereceu pra dormir comigo! Hahahahah! Eu devia estar com uma cara muito desesperada! Bom, o fato é que ele sentou comigo na minha cama (a parte de cima do beliche) e ficamos conversando um tempao, ele tentando falar de outros assuntos mas vendo o quanto eu tava horrível. Por uma bêncao, entrou uma menina francesa. Foi estranho isso, porque ela entrou, conversou um pouquinho, arrumou as coisas dela e saiu. Eu nem vi que horas ela voltou e nem vi de manha quando ela saiu, mas só de saber que tinha outra mulher lá me deu um alívio imenso. Mas acho que agora estou menos preocupada com essas coisas. Já vi que por aqui isso é super normal. Além disso, depois que conversamos com as pessoas fica diferente. Os italianos tiraram um pacote de queíjo e falaram que era o queijo típico italiano e que a gente TINHA que comer. Estômagos vazios, frio... Aceitamos, né? Nao é que o trem era parmesao? Na Itália tem outro nome, Gran nao sei o que, esqueci. O pessoalzinho do que ia pro show também era legal, e os dois trogloditas desnudos que me assustaram na chegada foram embora. No final foi tudo bem. Aliás, eu nem sei como foi aquela noite, porque eu simplesmente apaguei! Quando acordei nao sabia onde estava! Hahahahahaha! Foi muito engracado! E me deu uma tristeza quando eu lembrei... Acho que estava sonhando com alguma coisa muitooo boa. O horrível nessa viagem toda foi a volta. Nosso aviao saía de lá às 7h, só que o aeroporto era na p* que pariu, entao tínhamos que pegar um bus antes de 4h. E o frio que passamos!?!?!??!?!?!?!?! A estacao simplesmente fechou meia noite e nós ficamos desabrigados! Naquele frio negativo! Fomos vagando pelo 7 Eleven e McDonalds, mas teve uma hora que tivemos que esperar do lado de fora, sentados com dois cobertores. Meu deus, que cena triste. E isso ainda morrendo de sono. O aviao ainda por cima nem era pra München, era pra Frankfurt. E o aeroporto também era na p* que pariu. Resultado: cheguei em casa às 21h. Isso mesmo! A gente teve que pegar tantos trens, descer em tantas estacoes, esperar nao sei quanto tempo pelo próximo trem...! E aí nao podíamos dormir! Imagina o caco que eu tava quando adentrei pela porta! Hahahahahaha! Ainda bem que a mae e as criancas estavam viajando, entao ainda tive dois diazinhos de folga pra recuperar as forcas.
Enquanto eu estava fora fiquei morrendo de saudades daqui. Estranho, né? Nem foi saudades de CASA (no Brasil), foi daqui. Mas, claro, foi passar um dia e eu já desesperando pra próxima viagem. E o Danillo também! Acho que viciamos...! KKKK! Imagina só: Viajantes Anônimos. Outra coisa ainda: eu nao gosto de ficar aqui na casa sozinha. Tudo bem, é descanso, mas eu fico muito deprimida. Aí é que nao tem nada pra fazer mesmo! Eu amei quando eles chegaram! Pensando agora, fiquei uma semana sem ver eles! E fiquei com uma saudadezinha... Acho que nao bem deles, mas de como é minha vida quando eles estao por aqui. Enfim, estou muito feliz porque já gosto de como é quando estou com eles e, mais ainda, porque agora minha vida é planejar as próximas viagens!!!!

2 comentários:

Lela Maria disse...

Pelo visto não cumpriu com a missão que te designei! Humpf, sua boboquita!

Li tudinho e amei!
Adoro quando você chama pessoas de desnudas e rolei de rir da construção das frases na cabine vazia do seu trem, já estava de olhos arregalados!
Mas não estou em condições de comentar direitinho agora, tô num soooooooooooono, Djizâs!

Volto depois para uma ronda mais competente.

Te amo com todas as minhas células! Bebunzinha-multiétnica! :*

Rony disse...

Quando vc ver rapazes semi nus, fique semi nua tambem! Intercambio cultural! Brincadeira! E sempre carregue 2 vinhos, um só não dá pro gasto!
Bjon"zon"