sexta-feira, outubro 5

A eterna mania de super-homem

"Minha vida é estressante", "minha vida é tão corrida!", "nossa, como estou cansado", "não tenho tempo pra nada".

Por que tem tanta gente que insiste em acreditar que só elas têm problemas? Que só elas passam por dúvidas, por crises, por dificuldades? Que o universo conspira e se articula numa mega operação pra que apenas ela seja afetada? Incrível, mas tem gente que acredita nisso. A vontade que eu tenho é gritar no ouvido desses seres: "Acorda, bonitão da bala chita!".

O mais irritante é que, nesse egoísmo todo de se achar o ponto central para o qual convergem todos os olhares, essas pessoas acabam atrapalhando outras. Outras que, apesar de terem os mesmos problemas, têm consciência do grau deles e não tentam aumentá-los, mas minimiza-los. Enfim, outras que são um pouquinho mais corajosas à ponto de conseguirem tomar decisões, de assumir atos, responsabilidades e sentimentos.

Se sua vida é tão corrida, se não tem tempo pra mim, então me esquece!

3 comentários:

lévia da yakusa disse...

e eles nem são super-homens....ainda mais da bala chita!...mas são incapazes de dizer algo que defina alguam coisa...isso é o pior!!!

Martha disse...

Eu, vc e Lívia estamos em uma fase de remoer coisas, hein?
Vamos sentar em um boteco, nos embrigar e reclamar da vida?
(ênfase em "nos embriagar"!!)
Vamos, vamos?

=*****

Saturnino disse...

existem muitos umbigos porae em q o mundo gira ao redor, mas isso não é problema de gênero. mas não me mate! não estou defendendo os homens.